Ilustração artística
Imagem meramente ilustrativa do telescópio gigantesco europeu, que será desenvolvido no Chile.

Uma equipe de cientistas escoceses recebeu £250.000 (Libras Esterlinas) para a construção de um equipamento que irá ajudar na procura por vida alienígena.

O time é liderado pelo Professor Derryck Reid, diretor de ótica da Universidade Heriot-Watt em Edinburgh.
Reid e sua equipe estão construindo um aparelho laser infravermelho, projetado especificamente para procurar por pequenos planetas como a Terra, em outros sistemas estelares.

Quando construído, o laser será acoplado ao Telescópio Europeu Extremamente Grande, que, quando construído no topo de uma montanha no Chile, deverá ser o mais poderoso da Terra.

A verba proveniente do Conselho de Financiamento de Ciência e Tecnologias do Reino Unido não é suficiente para que a equipe de Reid construa todo o instrumento, mas os ajudará a explorar a tecnologia necessária para uma prova de conceito.

Reid acredita que o ‘pente laser’ no qual sua equipe está trabalhando permitirá aos astrônomos caçarem planetas com um grau maior de precisão nunca conseguido até hoje.  Tais mundos estão muito longe para serem visto com um telescópio normal, mas através da análise de como a luz de estrelas distantes mudam sobre um período de tempo (quando os planetas passam por sua frente) é possível detectar mundos e até mesmo entender como eles são.

A tecnologia atual é muito boa, mas esta é uma nova tecnologia que irá ajudar-nos a procurar por novos planetas do tamanho da Terra“, revelou Reid.