Os misteriosos avistamentos aéreos de 1896

Os misteriosos avistamentos aéreos de 1896

Em 1896, centenas de testemunhas viram máquinas aéreas misteriosas viajarem lentamente ao longo do EUA. Em uma estranha ironia, a coisa toda foi prevista dez anos antes pelo famoso escritor francês Júlio Verne. Até hoje não há uma explicação.
Robur, o conquistador, é um romance de Júlio Verne publicado em 1886. Foi uma das primeiras histórias que lidava com a invenção da viagem mais leve que o ar. Na época já existiam dirigíveis, mas com uma capacidade muito limitada. Eram simples balões, alguns com hélices, projetados para viajar distâncias curtas em baixas altitudes. A história começa com uma onda mundial de coisas estranhas e sons no céu. Bandeiras negras e douradas são colocadas em cima dos marcos mais altos do mundo, e ninguém conseguia descobrir como o personagem foi capaz de colocá-las lá.
Hoje, os OVNIs são vistos comuns entre os teóricos da conspiração, e a maioria pode ser explicado como aviões, satélites, truques de luz, gases s do pântano, balões meteorológicos, e simples pareidolia.
Mas a partir de novembro daquele ano, muito de repente, avistamentos de máquinas aéreas começaram a se espalhar pelo oeste dos Estados Unidos. O primeiro avistamento parece ter vindo de Sacramento, na Califórnia, onde mais de 200 testemunhas afirmaram ter visto uma luz em movimento lento a cerca de 1.000 metros de altura. Não havia arranha-céus na época, e por trás da luz, uma forma escura e oblonga era visível. Uma testemunha afirmou ter visto dois seres humanos impulsionando a aeronave através de pedais de bicicleta. Outros afirmaram ouvir um coro de vozes cantando a bordo.
Tais relatos muito rapidamente se espalharam para cidades vizinhas, e em seguida para todo o continente. Dentro de um ano, até mesmo a Europa estava relatando avistamentos semelhantes. Os ocupantes eram geralmente descritos como humanos. Os rumores cresceram tanto que até mesmo Thomas Edison teve de emitir um comunicado nos principais jornais de todo o mundo explicando que ele não tinha absolutamente nada a ver com o caso.
Quando informado dos fenômenos, Nikola Tesla apenas sorriu e se recusou a confirmar ou negar seu envolvimento. A primeira aeronave capaz de voar muito tempo foi construída em 1785 por Jean-Pierre Blanchard, que cruzou o Canal Inglês com ela. Mas havia apenas um punhado de aeronaves em todo o mundo até 1900, e nenhuma conhecida por residir no oeste dos Estados Unidos em 1896.
Muitos desses avistamentos eram definitivamente fraudes perpetradas pelos jornalistas, mas muitos deles foram relatados por centenas, às vezes milhares de pessoas comuns, cujos relatórios combinavam na descrição, velocidade e localização. Os avistamentos continuaram até meados da década de 1900, época em que o dirigível moderno tinha sido inventado e era comum. [KnowledgeNuts]