Créditos : revista ufo

O Instituto SETI [Busca por Vida Extraterrestre] recebeu uma doação de 3,5 milhões de dólares de Franklin Antonio, co-fundador da empresa de telecomunicações Qualcomm e atualmente seu cientista-chefe. A quantia será utilizada em ampliações no Allen Telescope Arrey, um conjunto de 350 antenas em Hat Creek, Califórnia.

O upgrade previsto irá dobrar a sensibilidade das antenas, que buscam sinais emitidos por civilizações extraterrestres. Em homenagem ao doador, o sistema será chamado de Antonio Atenna Feed. O SETI também anunciou o início de um projeto chamado Communicate, uma busca de patrocínio de um milhão de dólares para continuar financiando sua missão.

Jill Tarter, co-fundadora do Instituto SETI, disse: "As doações irão ajudar nossos cientistas a fazer a diferença no mundo. Pessoas que valorizam a criatividade, educação e tecnologia irão apoiar a missão do Instituto SETI". Para doar, basta clicar aqui. Os doadores terão acesso pleno pelo site do SETI aos cientistas da instituição e a outros entusiastas do projeto.

Também terão seus nomes escritos no Monumento da Descoberta de Vida Alienígena no Universo, programado para ser erguido quando o instituto cumprir sua missão de contato. E receberão vários produtos com o logo Communicate. Seth Shostak, cientista sênior do instituto, tem afirmado que a descoberta de civilizações extraterrestres deve acontecer dentro de um prazo de vinte anos, e que o programa já detectou diversos sinais candidatos, mas que não foram considerados por não terem sido confirmados por outros radiotelescópios. A busca continua.

Visite o site do SETI